Preso grupo acusado de desviar R$ 1,5 mi da CEF na BA

Com a prisão do gerente da Caixa Econômica Federal em Feira de Santana (BA), 110 quilômetros a oeste de Salvador, identificado como José Rogério, de sua mulher e de um contador do banco no município vizinho de Conceição do Jacuípe, a Polícia Federal na Bahia acredita ter desarticulado um grupo que, só no ano passado, causou desvios de R$ 1,5 milhão na CEF. A operação, chamada Senha de Acesso, feita em cooperação com o Ministério Público Federal, também cumpriu 17 mandados de busca e apreensão, nesta manhã, nas duas cidades, além de Salvador, Nova Soure (BA) e São Paulo.

Agência Estado |

De acordo com o MPF, o gerente, por "abuso de confiança", fazia com que os clientes da Caixa assinassem guias de retirada, contratos de empréstimos e documentos para abertura de contas, colocados no meio de papéis de movimentações regulares. Com as autorizações assinadas, o grupo conseguia desviar valores irregularmente sem ser notado. Além disso, segundo a PF, os acusados fraudavam operações bancárias com a captura de senhas dos clientes do banco.

O grupo vai responder por peculato - apropriação, por funcionário público, de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular. A pena prevista para este crime é de reclusão de dois a 12 anos e multa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG