Preso em SP suspeito que ameaçava padres de morte

Um homem que vinha ameaçando matar seis padres da região de Matão, no interior de São Paulo, foi detido na última sexta-feira pela Polícia Civil. O caso vinha assustando os moradores da cidade e aterrorizando os padres desde o início de setembro, quando os e-mails começaram a ser enviados.

Agência Estado |

As ameaças eram tão graves que fizeram com que o bispo não comparecesse à cidade em crismas anteriormente agendadas. A igreja do Jardim do Bosque de Matão, a Paróquia Santa Cruz, chegou a ser fechada pelo bispo de São Carlos.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o suspeito, de 26 anos, enviou diversos e-mails a seis padres com ameaças de morte. Ao ser detido, alegou que o ex-administrador da igreja contou-lhe que passou e-mails aos padres, contendo ameaças, e que foi induzido a agir da mesma forma. Segundo o suspeito, o ex-administrador teria iniciado o envio por ter sido demitido e, por causa disso, passava por dificuldades financeiras.

Na Delegacia de Polícia de Matão, o detido foi ouvido e liberado. Ele responderá em liberdade por crime de ameaça. O ex-administrador da igreja citado por ele será comunicado oficialmente e chamado para prestar esclarecimentos. O computador utilizado pelo indiciado para enviar os e-mails às vítimas foi apreendido e encaminhado ao Instituto de Criminalística (IC) para perícia.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG