Preso em SP acusado de matar jovem alagoano em 2007

A Polícia Civil de Alagoas anunciou hoje que foi preso na cidade de Osasco, em São Paulo, o operário Reginaldo Marcos da Silva, o Negão , acusado de sequestrar e matar o estudante Pedro Hamon Nobre de Acioli no distrito de Barra Nova, em Marechal Deodoro, na Grande Maceió. O jovem desapareceu no dia 20 de setembro de 2007, mas seu corpo nunca foi encontrado.

Agência Estado |

Segundo seus familiares, ele teria saído de casa em sua bicicleta para se encontrar com a namorada e nunca mais retornou.

A prisão preventiva foi decretada pelo juiz da Comarca de Marechal Deodoro, Léo Denisson Bezerra de Almeida, e a prisão contou com a ajuda de policiais da Delegacia Seccional de Osasco. Segundo o delegado-geral da Polícia Civil alagoana, Marcílio Barenco, que participou diretamente das investigações do caso, Reginaldo foi detido na casa do pai, para onde fugiu há mais de um ano, e trabalhava em uma metalúrgica. De acordo com Barenco, o acusado já se encontra em Maceió, onde vai responder pelo crime sob a custódia da polícia alagoana.

A família de Pedrinho afirmou ainda que o estudante, de 18 anos, tinha recebido ameaças do ex-marido da namorada, de nome Líbia, com quem ele havia convivido durante seis meses. O ex-marido de Líbia era Reginaldo Marcos. Na época do crime, Reginaldo chegou a ser preso na delegacia de Marechal Deodoro, mas negou a autoria do crime e foi libertado por falta de provas. Porém, o acusado fez ligação usando telefone celular de Pedro Hamon um dia após seu desaparecimento. Para a polícia, esta é principal prova de sua participação no sequestro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG