Preso em Curitiba servidor da PF acusado de corrupção

A Polícia Federal (PF) em Curitiba prendeu um servidor da própria instituição acusado de cobrar propina para tramitação de pedidos de autorização de fabricação e comercialização de produtos químicos. O servidor, que não teve o nome revelado, trabalha no setor de controle de produtos químicos na sede da corporação e era investigado por crimes contra a administração pública.

Agência Estado |

A ordem de prisão foi emitida pela 2ª Vara Criminal da Justiça Federal na capital paranaense.
De acordo com a PF, as investigações começaram no fim de setembro, após denúncias apresentadas por empresários do ramo de químicos. Como alguns dos produtos podem ser utilizados no processo de refino de cocaína, a fabricação e comercialização são controladas pelos policiais. Os agentes acrescentaram que, entre os atos que foram apresentados contra o servidor, estão inserção de dados falsos em sistemas de informações, concussão, prevaricação e advocacia administrativa, além de lavagem de dinheiro.

Administrativamente, foi instaurado um procedimento de apuração de responsabilidades disciplinares, conduzido pela Corregedoria Regional da PF. Na esfera civil, o Ministério Público Federal (MPF) apresentou ação para investigar ato de improbidade administrativa. Em todas as instâncias, entre outras sanções, um possível reconhecimento de responsabilidade leva à perda do cargo público.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG