Preso aposentado ao se passar por delegado em Niterói

A curiosidade e a ousadia levaram para a prisão na noite deste domingo o funcionário público aposentado Antonio Carlos Alves Cunha, de 57 anos, que vinha se passando por delegado de polícia em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

Agência Estado |

Ao ver policiais militares entretidos numa ocorrência de trânsito na rua Miguel de Farias, no bairro de Icaraí, o aposentado se aproximou, perguntou o que estava ocorrendo e, para justificar sua intromissão, mostrou uma carteira de delegado em nome de Carlos Augusto Jorge Vidal. Ao desconfiarem de Cunha, os PMs pediram para ver o documento de identidade do suposto delegado.

Ao ter a verdadeira identidade descoberta, o falsário, para escapar do flagrante, ofereceu R$ 3 mil aos policiais, mas foi levado para a 77ª Delegacia de Polícia, onde o delegado de plantão, Lauro Rangel, entrou em contato com o verdadeiro Carlos Augusto Jorge Vidal e ouviu do colega que ele conhecia o falsário.

Vidal disse também ao delegado plantonista que havia emprestado alguns documentos para o aposentado para ser fiador de Cunha no aluguel de uma casa, mas não sabia que o aposentado estava usando o nome dele na falsa carteira. O aposentado foi autuado em flagrante por corrupção e uso de documento falso.

Leia mais sobre: Niterói

    Leia tudo sobre: niterói

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG