Preso acusado de sequestrar repórter da TV Globo

SÃO PAULO - Sérgio Moura da Silva, de 27 anos, conhecido como Mufamba, foi preso por policiais do Departamento Estadual de Narcóticos (Denarc), na segunda-feira. Apontado pela polícia como integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), ele estava foragido e com a prisão preventiva decretada por envolvimento no sequestro do jornalista Guilherme Portanova e do auxiliar técnico Alexandre Calado, da TV Globo, em 12 de agosto de 2006.

Agência Estado |

Com Silva, foram presos Weberson Silva Teodoro, de 28 anos, o Beiço, e Diego de Oliveira Jesus, de 21, o Magricela.

Segundo o delegado Rubens Barazal, da Divisão de Inteligência e Apoio Policial (Diap) do Denarc, os três são investigados por suposta participação nos arrastões no Edifício Tulipa, nos Jardins, zona sul, e no Condomínio Itatinga, no bairro Pedra Branca, zona norte, há pouco menos de duas semanas.

Em 12 de agosto de 2006, pelo menos seis pessoas sequestraram Portanova e Calado na Padaria União Fialense, na Cidade Monções, zona oeste da capital paulista. Os criminosos libertaram o cinegrafista pouco depois, nas imediações da sede da Rede Globo, com um DVD, gravado pelo PCC, no qual um homem exigia o fim Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) no sistema penitenciário - dois dias depois, após a emissora veicular a mensagem, o repórter foi solto no Morumbi, zona sul. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre : sequestro

    Leia tudo sobre: seqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG