O auxiliar administrativo Edson Thiago Moreira Santos, de 25 anos, foi detido em sua casa, no Campo Limpo, na noite de ontem, após ser acusado pela ex-namorada, de ter matado à tiros o mecânico Claudio Roseno de Oliveira Júnior, de 20 anos. O crime ocorreu na casa dela, no Jardim Peri Peri, zona oeste.

O motivo, apontado pela ex-namorada, é que Santos não aceitava o fim da relação nem o namoro dela com o mecânico.

A namorada da vítima afirmou à polícia que já havia sido ameaçada pelo acusado e que não teria enxergado o rosto do assassino, mas reconhecera a voz do ex.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o assassinato ocorreu por volta das 21h, na Rua Plínio Salgado. Ao chegar ao local do crime, a Polícia Militar já encontrou a vítima sem vida, sentada em uma cadeira e com diversos ferimentos. A ocorrência foi registrada no 34º Distrito Policial, na região do Morumbi.

A PM chegou até a casa do suspeito após receber denúncia da ex-namorada, que indicou o endereço residencial do ex-namorado, onde Santos teria confessado o crime à PM. O acusado ainda informou que havia colocado a arma em uma mochila e jogado a 50 metros de sua residência, na região do Campo Limpo. A PM fará perícia na arma, que foi encontrada no lugar indicado, e na residência do suspeito e da ex-namorada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.