Presidente do PSDB-MG garante apoio a Serra

O presidente do PSDB de Minas Gerais, deputado federal Nárcio Rodrigues, declarou hoje ao possível candidato tucano à Presidência, o governador José Serra, o apoio do diretório mineiro nas eleições de outubro. Rodrigues viajou a São Paulo após rumores de que tucanos ligados ao governador mineiro, Aécio Neves, apoiariam a pré-candidata do PT, a ministra Dilma Rousseff.

Agência Estado |

A reunião aconteceu à noite, no Palácio dos Bandeirantes.

"Começaram a brotar em Minas articulações que davam a entender que nós poderíamos caminhar para um possível apoio de grupos a Dilma", explicou Rodrigues, após o encontro com Serra. "Refutamos qualquer atitude nessa direção. O PSDB de Minas tem projeto nacional, respeita e promove o nome de Serra como nosso candidato à Presidência." Em referência à dobradinha com o pré-candidato ao governo de Minas, o vice-governador Antônio Anastasia, o deputado garantiu: "Ao invés da Dilmasia nós vamos ter lá em Minas o Anastasserra."

"Dilmasia" é como tem sido chamado em Minas um movimento de tucanos em favor da campanha de Dilma, numa reedição do episódio de 2006, quando PSDB mineiro foi acusado de ajudar na reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em detrimento do então candidato do PSDB, Geraldo Alckmin.

Apesar da garantia, Rodrigues disse que os mineiros "não mandam" nos eleitores. "Uma coisa é exercer liderança, ditar uma estratégia e fazer uma pregação. Você não pode evitar que partidos que estão na base do governo Lula e que também estão na base do governo Aécio façam esse tipo de articulação, mas isso não tem o patrocínio e nem terá, de forma nenhuma, a participação de ninguém que está sob a liderança do governador Aécio Neves."

Rodrigues reiterou que Aécio não está disposto a compor chapa como vice de Serra e que concorrerá ao Senado nestas eleições. "Isso (a posição de vice), para nós, está descartado. Não é nenhuma atitude de retaliação", disse o deputado. "Aécio quer participar do grande debate nacional, em um espaço político em que seja o dono do seu mandato e de suas ações."

IBOPE - O presidente do PSDB mineiro se disse "animado" com o resultado da pesquisa de intenção de votos CNI/Ibope divulgada hoje, em que Serra aparece com 35% e Dilma com 30%. Desde novembro de 2009 a diferença entre os dois caiu de 21 para 5 pontos porcentuais.

"Começar uma campanha com mais de um terço de intenção de votos é uma garantia extraordinária", disse Rodrigues. "Você já pensou que faltam 15 pontos porcentuais para Serra ganhar a eleição em primeiro turno? Precisamos correr atrás desses 15 pontos. Tem muita gente esperando a candidatura dele para se engajar nessa luta."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG