Presidente do PSDB veta aliança com PT no 2º turno

Terminado o primeiro turno das eleições municipais, o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), vai chamar os presidentes do partido nos Estados e desautorizar qualquer aliança com o PT no segundo turno. Não tem coligação com o PT no segundo turno em nenhum lugar, afirmou Guerra.

Agência Estado |

Segundo ele, a única hipótese de o PSDB vir a apoiar o PT ocorrerá se o adversário for um candidato com "ficha suja" e envolvido em denúncias.

No caso de São Paulo, Sérgio Guerra acredita que nenhum político do PSDB apoiaria a petista Marta Suplicy na eventual derrota do candidato Geraldo Alckmin no primeiro turno. No momento, a maior preocupação está localizada em Salvador. A posição nas pesquisas eleitorais do candidato do PSDB, Antonio Imbassahy, já foi melhor. Hoje ele está empatado tecnicamente com o petista Walter Pinheiro,que se encontra em posição ascendente.

O primeiro colocado nas pesquisas de Salvador continua sendo o candidato do DEM, deputado Antonio Carlos Magalhães Neto. Por isso, Salvador é um dos lugares prioritários do PT nacional, uma vez que os petistas não desejam abrir espaço para outra força política e, sobretudo, ressuscitar o "carlismo" na capital. Sérgio Guerra disse que o caso de Salvador preocupa, e tem sido alvo de preocupação do DEM.

O presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), telefonou hoje para o senador tucano manifestando sua apreensão e pedindo ajuda. O presidente da Assembléia Legislativa, o tucano Marcelo Nilo, tem se mostrado favorável a uma eventual aliança com o PT, caso Walter Pinheiro chegue ao segundo turno e Imbassahy seja derrotado no primeiro turno.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG