BRASÍLIA - O presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), se encontra nesta terça-feira com técnicos do partido para discutir a forma como será encaminhada a representação ao Conselho de Ética contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), provavelmente durante a tarde. Guerra acrescentou que não dará tempo de a Executiva se encontrar para decidir o assunto.

AE
Família Sarney é citado em ligações
Uma das dúvidas é se os tucanos encaminharão uma ou quatro representações uma vez que o objetivo é dar respaldo partidário as quatro denúncias que já estão no Conselho de Ética protocoladas pelo líder Arthur Virgílio Neto (PSDB-AM).

Vou avaliar com a assessoria jurídica as questões do ponto de vista técnico. O conteúdo, se vai ser uma ou quatro representações, afirmou o parlamentar.

Sobre a possibilidade de encaminhar quatro representações, uma sobre cada denúncia já feita pelo líder tucano, como estratégia para desgastar o presidente do conselho, Paulo Duque (PMDB-RJ), Sérgio Guerra foi direto: Quem arquiva uma [representação] arquiva quatro. O importante que se diga é que ele [Paulo Duque] é segundo suplente de senador e não tem condições de assumir a presidência do Conselho de Ética.

A assessoria jurídica do PSDB já preparou as duas versões, com uma ou com quatro representações, desde ontem (27). Agora, caberá ao presidente do partido decidir como o assunto será conduzido.

Leia mais sobre: Sarney


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.