Presidente do Conselho de Ética promete intimar Paulinho ainda nesta quinta

BRASÍLIA - Após a assessoria do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, ter entregue sua defesa no Conselho de Ética (CE) da Câmara, onde ele responde a processo de cassação de mandato, o presidente do órgão, Sérgio Moraes (PTB-RS), disse na tarde desta quinta-feira (26) que vai intimar o pedetista nas próximas horas para que apresente sua defesa oral.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

Segundo Moraes, duas datas serão oferecidas ¿ dia dois ou oito de julho ¿ para que Paulinho se defenda diante dos pares. O presidente do CE ainda comentou que ordenou o envio de telegramas para os membros do Conselho de Ética para que compareçam à sessão da próxima quarta-feira.

Questionado sobre uma possível ausência do deputado Paulinho, Moraes disse trabalhar com a hipótese de que o pedetista é o principal interessado em fazer sua defesa, e que não acredita numa manobra do deputado visando postergar sua audiência para depois do recesso parlamentar, que vai de 18 de julho a primeiro de agosto.

Defesa

O presidente do Conselho de Ética não divulgou a defesa de Paulinho para a imprensa alegando que só pode tratar do tema após dar ciência do material para o relator, deputado Paulo Piau (PMDB-MG), para os demais membros do Conselho e também ter acesso ao material.

O presidente conversou com a imprensa nesta quinta através do viva voz do telefone do Conselho de Ética. Apesar de não liberar o material, a reportagem apurou que a defesa conta com 274 páginas, a maior parte de anexos. Entre eles há cópias de um informativo da ONG meu Guri, e diversos documentos da organização, cuja presidente é a esposa do deputado e também é suspeita de receber recursos públicos e fazer uso irregular.

O deputado Paulinho responde a um processo de quebra de decoro parlamentar, o que pode levá-lo à perda do mandato. Ele foi apontado pela Polícia Federal durante a operação Santa Tereza por suposto envolvimento em irregularidades com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Leia mais sobre: Operação Santa Tereza - BNDES

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG