Presidente da Infraero pede demissão

BRASÍLIA - O presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Sérgio Gaudenzzi, apresentou na tarde de ontem pedido de demissão ao ministro da Defesa, Nelson Jobim. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da empresa. Gaudenzzi fica no cargo até a definição de seu substituto.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico

Um dos motivos para a saída de Gaudenzzi seria sua discordância quanto à pretensão do governo em privatizar aeroportos brasileiros. Um deles seria o Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, que tem recebido investimentos federais em reformas e ampliações e cuja privatização é defendida pelo governo local. 

Nos últimos dias, Gaudenzzi apresentou outro motivo para sua saída. Ele estaria se preparando para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados, pelo PSB. Para tanto, ele precisaria de mais tempo do que dispõe como presidente da Infraero para percorrer municípios da Bahia, Estado pelo qual se lançaria candidato a deputado federal. 

Gaudenzzi assumiu o cargo no meio do ano de 2007 a convite do ministro da Defesa, Nelson Jobim, com o desafio de recuperar a imagem da empresa, após a crise aérea desencadeada com a queda do avião da Gol, em 2006, agravada por posteriores manifestações de controladores de vôos. Passageiros enfrentaram meses de atrasos e filas nos aeroportos.

Leia mais sobre: Infraero - Apagão Aéreo

    Leia tudo sobre: infraero

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG