Presidente da CPI nega adiamento do depoimento de Protógenes Queiroz

BRASÍLIA - O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Escutas Telefônicas, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), recusou o pedido de adiamento do depoimento do delegado da Policia Federal Protógenes Queiroz, marcado para esta quarta-feira. O motivo apresentado pelo delegado foi a realização de curso de aperfeiçoamento na Academia Nacional de Polícia. Para Itagiba, o motivo apresentado não justifica o cancelamento do depoimento.

Regina Bandeira - Último Segundo/Santafé Idéias |

Protógenes foi convocado no mês passado para esclarecer se, no curso das investigações da Operação Satiagraha, desencadeada pela Polícia Federal (PF), o grupo do banqueiro Daniel Dantas fez interceptações telefônicas ilegais.  

O pedido para cancelamento foi protocolado na secretaria da CPI pelo deputado Alexandre Silveira (PPS ¿MG). O parlamentar tentou convencer a direção da comissão  com o argumento de que Protógenes não poderá responder sobre a Operação Satiagraha porque as investigações estão em curso e em sigilo de Justiça.  

Itagiba contestou. Ele foi convocado, portanto, está obrigado a comparecer, declarou Itagiba. Caso o delegado não compareça à CPI, ele poderá ser conduzido coercitivamente por agentes da PF. A ausência está prevista apenas em caso de atestado médico ou habeas corpus expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia mais sobre: Protógenes Queiroz

    Leia tudo sobre: polícia federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG