Presidente da Assembleia Legislativa aceita pedido de impeachment contra Yeda Crusius

PORTO ALEGRE - O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Ivar Pavan (PT), anunciou nesta manhã que vai dar tramitação ao pedido de impeachment, formulado pelo Fórum dos Servidores Públicos Estaduais, da governadora Yeda Crusius (PSDB).

Agência Estado |

De acordo com Pavan, a decisão foi tomada depois da análise de informações de sindicâncias internas do próprio governo, da Operação Rodin da Polícia Federal (PF), da ação de improbidade administrativa que o Ministério Público Federal (MPF) move contra Yeda e mais oito pessoas que revelariam "fortes indícios" da relação da governadora com o esquema de desvio de recursos do Detran.

AE

Yeda vive clima de instabilidade no governo

A partir da agora, a Assembleia Legislativa terá de formar uma comissão especial com 36 integrantes para tratar do caso. Inicialmente, um relator examinará a admissibilidade do processo e terá seu parecer aprovado ou rejeitado por maioria simples. A comissão vai preservar a proporcionalidade do plenário da Casa, no qual os aliados de Yeda tem 33 das 55 cadeiras. A maioria governista tende a trabalhar pelo arquivamento do pedido.

Leia também:

Leia mais sobre Yeda Crusius

    Leia tudo sobre: cpiyeda crusius

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG