Presidência faz manobra para Lula não ser vaiado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama Marisa Letícia chegaram de forma discreta ao sambódromo o primeiro dia de desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro. Para evitar as vaias, como ocorreu na abertura dos Jogos Panamericanos, em 2007, o nome dele não foi anunciado pelo locutor oficial do desfile.

Agência Estado |

A assessoria do presidente também teve o cuidado de esperar que a Império Serrano, primeira escola a desfilar, já estivesse na avenida e sob aplausos do público, e providenciou que o carro do presidente estacionasse em uma área longe do público, fechada com grades e tapumes.

Com chapéu panamá e roupa clara, Lula ficou em uma janela do camarote do governador Sérgio Cabral, sempre ao lado de Marisa, que vestia uma blusa azul e branco, nas cores da Beija-flor, escola que tem a simpatia do casal.

Demonstrando animação, Marisa ficou sentada no muro da janela. Ao lado dela estava Adriana Ancelmo, mulher de Sérgio Cabral. Diferentemente do ano passado, o camarote tinha poucos convidados e foi dividido em duas partes. A parte onde estava o presidente tiveram acesso, além do governador e da mulher, o jornalista Sérgio Cabral, pai de Sérgio Cabral, o Zeca do PT e parentes de Lula.

Na outra ala, uma espécie de segunda classe, estavam a ex-governadora Benedita da Silva, o governador do Paraná, Roberto Requião, e a empresária Lili Marinho, vice-presidente da BR. José Eduardo Dutra.

Lula e Marisa chegaram às 21h30 ao sambódromo. A previsão é que eles saíssem de lá só depois da quinta escola, a Beija-Flor, que desfilaria de 1h20 às 2h20. Durante o dia, assessores e seguranças do Planalto tiveram uma série de reuniões para discutir não apenas a segurança do Lula. Demonstraram preocupação não só com a segurança, mas também com a imagem. O temor da presidência é de que Lula fosse associado aos dirigentes da beija-flor.

O patrono da escola, Anísio Abrão David, foi preso quatro vezes pela PF. Sendo três no governo Lula. A ultima, no ano passado, por suspeita de comandar uma quadrilha de estelionatários que lavava dinheiro, no Rio Grande do Norte, arrecadado na exploração ilegal de caça-níqueis no rio de Janeiro. Abraão David também foi preso em 2007 duas vezes pela operação Hurricane e em 1993, sob acusação de que integrava o comando do jogo do bicho no Rio de Janeiro.

Lula, depois de uma série de conversas com auxiliares diretos, decidiu assistir ao desfile aceitando ao convite do puxador Neguinho da Beija-Flor. Ele chegou a ser convidado a participar do casamento do sambista, no sambódromo, mas até o fechamento desta edição não estava acertado que ele participaria da cerimônia.

Nas conversas com os auxiliares, Lula avaliou que a presença no Rio não tinha tantos riscos diante das ultimas pesquisas de opinião que mostram um aumento de sua popularidade, especialmente no Rio. Ele avaliou também que as vaias no Pan, no Maracanã em junho de 2007, não se repetiriam no sambódromo.

    Leia tudo sobre: lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG