Presas servidoras do INSS acusadas de fraude no RJ

Duas servidoras do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram presas em flagrante hoje no Rio de Janeiro acusadas de fraude na concessão de aposentadorias, informou a assessoria de Imprensa da Polícia Federal. Olga Helena Monteiro de Moraes e Tânia Maria da Rocha Vilela, funcionárias da agência da Avenida Brasil, inseriam dados falsos no sistema do INSS para conceder benefícios fraudulentos a idosos.

Agência Estado |

Os agentes da Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários (Deleprev) apreenderam R$ 950 com Olga, referentes aos benefícios fraudulentos concedidos em um dia. A estimativa do INSS é de que as falsas aposentadorias representariam prejuízo de R$ 7,1 milhões ao ano. As servidoras foram indiciadas pelo artigo 313-A do Código Penal, que prevê pena de dois a 12 anos de prisão para o funcionário que inserir dados falsos no banco de dados da administração pública a fim de garantir vantagem indevida.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG