Duas servidoras do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram presas em flagrante hoje no Rio de Janeiro acusadas de fraude na concessão de aposentadorias, informou a assessoria de Imprensa da Polícia Federal. Olga Helena Monteiro de Moraes e Tânia Maria da Rocha Vilela, funcionárias da agência da Avenida Brasil, inseriam dados falsos no sistema do INSS para conceder benefícios fraudulentos a idosos.

Os agentes da Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários (Deleprev) apreenderam R$ 950 com Olga, referentes aos benefícios fraudulentos concedidos em um dia. A estimativa do INSS é de que as falsas aposentadorias representariam prejuízo de R$ 7,1 milhões ao ano. As servidoras foram indiciadas pelo artigo 313-A do Código Penal, que prevê pena de dois a 12 anos de prisão para o funcionário que inserir dados falsos no banco de dados da administração pública a fim de garantir vantagem indevida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.