Presa chefe de agência da Previdência Social de Cuiabá

CUIABÁ - A chefe do serviço de benefícios da Agência da Previdência Social do Centro em Cuiabá, no Mato Grosso, foi presa em flagrante na quarta-feira acusada de estelionato previdenciário. De acordo com a polícia, o valor fraudado ultrapassa R$ 1,1 milhão em três benefícios ilícitos.

Agência Estado |

Ela foi detida após supostamente ter sacado R$ 1 mil de aposentadoria de uma pessoa que não existe. A detenção foi feita por agentes da Força Tarefa Previdenciária no Estado do Mato Grosso, composta pela Polícia Federal (PF), Ministério Público Federal (MPF) e a Previdência Social.

As investigações começaram a ser feitas em 2008, quando uma pensionista tentou realizar um financiamento de banco e foi informada que seu CPF estava com restrições de crédito. No Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ela descobriu que havia quatro benefícios registrados em seu CPF. Todos utilizavam nomes semelhantes ao da verdadeira titular, mas havia alterações de dados, como mudanças no sobrenome, filiação, data de nascimento e motivo da autorização do benefício.

A polícia diz que a servidora estava com o cartão de saque referente a dois dos três benefícios comprovadamente fraudados e que eram concedidos desde 1994. Somente com esses benefícios, foram recebidos R$ 956.850 desde a concessão. Na realização de diligências, os policiais descobriram que os saques referentes aos benefícios partiam de certas agências por ocasião dos pagamentos. Imagens do circuito interno dos bancos auxiliaram na determinação das características físicas de quem realizava o saque.

Ao fazer a abordagem, ela afirmou que sacava para uma "tia distante", mas não soube explicar onde morava a tal tia, apenas que era em Barão de Melgaço, no interior do Mato Grosso. Ela portava o cartão de saque de dois dos três benefícios fraudulentos. A mulher presa ocupa atualmente a chefia do serviço de benefícios da Agência da Previdência Social do Centro em Cuiabá. Entre 2004 e 2006, ela ocupava o cargo de Gerente de Serviços de Benefícios em Mato Grosso.

Leia mais sobre: fraude

    Leia tudo sobre: crimefraudeprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG