Presa acusada de extorquir família de jovem sumido em Luziânia

Iranete Rosa Rodrigues, de 39 anos, foi presa na noite de terça-feira, em Itapuã, região administrativa do Distrito Federal, por suspeita de extorquir a família de Paulo Victor Vieira de Azevedo Lima, sumido desde o dia 4 do mês passado. Paulo é um dos seis jovens desaparecidos em Luziânia, no entorno do Distrito Federal.

Agência Estado |

O delegado que coordena as investigações, Josuemar Vaz de Oliveira, disse que depois de uma semana do desaparecimento do adolescente, Iranete teria começado a telefonar para familiares pedindo dinheiro em troca de informações. Ela chegou a pedir R$ 650.

A família conta que depositou R$ 50 em uma conta que, segundo a polícia, foi rastreada a uma agência bancária em Barreiras, na Bahia. A suspeita teria morado no interior do Nordeste antes de mudar-se para o entorno do Distrito Federal, há dois meses, trabalhando em uma chácara na cidade satélite do Gama.

A mulher foi presa depois de ser rastreada. Segundo o delegado, em depoimento Iranete disse que não tem relação com o desaparecimento dos jovens e também não sabe do paradeiro de Paulo Victor. Ainda de acordo com o delegado, a mulher teria dito apenas que estava usando a situação para conseguir dinheiro.

A prisão temporária dela tem duração de cinco dias. Mesmo assim, foi instaurado inquérito e ela irá responder por extorsão. Se condenada, pode pegar até dez anos de prisão. Iranete está na Delegacia Regional de Luziânia.

AE
Mães procuram por filhos desaparecidos misteriosamente

Mães procuram por filhos desaparecidos misteriosamente

Detenções

Esta já é a terceira prisão no caso. Na semana passada, dois irmãos também foram presos para prestar informações à polícia. Segundo Josuemar, os agentes chegaram até eles porque o último jovem a desaparecer, Márcio Luiz de Souza Lopes, teria morado com eles quando foi caseiro em uma chácara no Parque Estrela D'Alva. Outro motivo que teria levado a Polícia Civil até eles foram os relatos de moradores do bairro, que afirmaram que os irmãos constantemente assediavam meninos menores de idade.

Leia mais sobre Luziânia

    Leia tudo sobre: desaparecimento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG