Preocupação é salvar a vida de Fábio Barreto, diz médico

RIO DE JANEIRO ¿ O neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho afirmou neste domingo que o cineasta Fábio Barreto não tem risco de morte iminente, mas que ele segue em estado grave. ¿É muito cedo para falar em sequelas. A preocupação agora é salvar a vida dele¿, disse.

Claudia Dias, iG Rio de Janeiro |

AE
Luiz Carlos e Luci Barreto, pais do cineasta, chegam ao hospital

Luiz Carlos e Luci Barreto, pais do cineasta, chegam ao hospital

Barreto sofreu um acidente de carro na noite de sábado, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Segundo o diretor-médico do hospital Copa D'or, Antonio Carlos Moraes, Barreto chegou ao local com um quadro de politraumatismo com predomínio de traumatismo craniano. No momento, o estado de saúde do cineasta é grave, mas estável: ele está sedado, em coma induzido e respirando por aparelhos.

A equipe médica do Copa D'or elogiou o trabalho realizado no hospital Miguel Couto, que recebeu Barreto em estado de coma profundo e fez o primeiro atendimento. Uma cirurgia na qual os médicos drenaram um hematoma subdural agudo salvou o cineasta de uma morte cerebral iminente, segundo Niemeyer.

Após ser transferido para o Copa D'or, o diretor passou por exames de imagem (tomografia do crânio, coluna cervical e tórax, além de angiografia dos vasos do pescoço) e foi internado na Unidade Neurointensiva.

Os médicos disseram que uma nova tomografia, a ser realizada na manhã de segunda-feira, será decisiva para verificar se as lesões cerebrais cresceram de forma "importante" e se uma nova cirurgia será necessária.

O cineasta não tem previsão de alta, mas, por ser um paciente crítico, a previsão é de que fique na UTI por pelo menos uma semana, e internado por entre três e quatro semanas.

O acidente

O acidente ocorreu por volta das 22h de sábado, em Botafogo, zona sul da cidade. Segundo uma testemunha, o bombeiro Wagner Generoso, 26 anos, um carro fechou o veículo do cineasta, que tentou desviar mas bateu numa mureta, voou para outra pista e capotou.

Filho de Luís Carlos Barreto e irmão de Bruno Barreto, também cineastas, Fábio iniciou sua carreira em 1977 e, desde então, já dirigiu 13 filmes. Seu trabalho mais recente é o longa "Lula - O Filho do Brasil", baseado no livro de Denise Paraná, que estreia em 1 o de janeiro em todo o País.

A produção causou críticas da oposição, que acusa a produção de ser uma peça de campanha para as eleições do ano que vem. Entre outros filmes dirigidos por Barreto está "O Quatrilho", indicado para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1995.

Dora Pellegrino, ex-mulher e mãe de um dos quatro filhos do cineasta, chegou na tarde de domingo ao hospital e estava muito nervosa. Ela foi casada com o cineasta durante 13 anos. Os dois têm uma filha, Mariana, hoje com 20 anos. Barreto tem mais outros três filhos.

O músico Orlando Morais e o cineasta Guell Arraes também passaram pelo hospital. Arraes disse que Barreto é muito forte e passou pela primeira noite, "a mais perigosa". "Agora é orar", afirmou.

Com Agência Estado

Trechos de filmes de Fábio Barreto

Leia mais sobre: Fábio Barreto

    Leia tudo sobre: acidentefabio barreto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG