As prefeituras de 30 municípios do norte do Paraná, membros da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), na região de Maringá, permanecerão fechadas hoje. Segundo a Associação, o fechamento das prefeituras é um movimento de alerta ao Governo Federal da necessidade de reposição imediata das perdas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

A queda do FPM atinge diretamente os menores municípios. Mesmo sem sentir a queda dos repasses, que representam menos de 7% da sua arrecadação, a Prefeitura de Maringá estará fechada, em solidariedade aos demais municípios, que necessitam da reposição das perdas para a prestação de serviços e obras essenciais para a população.

A medida foi decidida em reunião realizada no último dia 14, na sede da Amusep. De acordo com o Presidente da entidade, Prefeito de Munhoz de Melo, Gilmar Silva, os municípios estão tendo dificuldade até para a folha de pagamento. "Este é o pior momento que estamos passando, chegamos ao fundo do poço, para baixo não tem mais como ir, temos que subir", sentenciou. A população dos 30 municípios da Amusep é de quase 700 mil habitantes, com 450 mil eleitores.

Os prefeitos querem aproveitar este momento, em que começam as articulações para as eleições de 2010, para pressionar o governo federal no dia da Marcha à Brasília. "Somos os melhores cabos eleitorais do governo", diz Silva. Deputados e senadores também serão pressionados. Os prefeitos, de acordo com a Amusep, estarão em Brasília, participando de mobilização nacional, organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Segundo a Amusep, a diminuição do FPM é de mais de 24% em relação ao ano passado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.