Prefeitura vai diminuir bancas na Paulista

Depois de reformar as calçadas da Avenida Paulista, a Prefeitura deverá diminuir o tamanho das 30 bancas de jornal da via. As regras já são discutidas entre os jornaleiros e a Secretaria de Coordenação de Subprefeituras.

Agência Estado |

A intenção é padronizar o tamanho e a estética das bancas e deixar mais espaço para os pedestres.

Em reunião no dia 17, a Prefeitura propôs as alterações. A principal é em relação ao tamanho: a lei atual permite bancas com área de até 30 m². O estudo propõe reduzi-las para 15 m². A estrutura deverá ser de aço escovado, com lateral de vidro, toldo retrátil com projeção de um metro, altura externa de até 2,80 m e interna de 2,30 m. "Faremos um decreto específico para a Paulista", diz o chefe de gabinete, Ângelo Mellios.

A idéia não agradou aos jornaleiros. "Bom não vai ser porque as bancas não vendem mais só jornais e revistas", diz a gerente da banca JC, Ana Lúcia Pereira, de 39 anos. A editora Iara Braga, de 67, concorda. "Se a desculpa for a de que as bancas atrapalham os pedestres, estão errados. O certo é corrigir as que estão fora da lei. Ficará impossível andar na banca."

Segundo Mellios, o diálogo com os comerciantes será levado à exaustão, para que se chegue a um consenso sobre as mudanças. "Temos de priorizar a mobilidade dos pedestres. Hoje há bancas que ocupam mais de 50% de largura do passeio, o que não é permitido." O custo da adequação ficará por conta dos comerciantes. Mellios não soube dizer se as regras serão estendidas a todas as bancas da cidade.

Recapeamento

O recapeamento do asfalto do segundo trecho da Avenida Paulista estava previsto para começar às 23 horas de ontem. O trânsito fica interditado até 5 horas de hoje e será novamente fechado entre 23 horas de hoje e 5 horas de amanhã em uma extensão de 650 metros, entre a Alameda Campinas e a Rua Peixoto Gomide.

Até a manhã de hoje, será feita a fresagem no sentido Consolação; à noite, a obra ocorre no sentido Paraíso. Depois, os dois sentidos receberão asfalto novo gradualmente, o que deve durar duas semanas. Os serviços serão realizados quadra a quadra, em duas faixas por vez.

Daqui a duas semanas, quando as obras do segundo trecho terminarem, começa o recapeamento da terceira extensão, entre a Avenida Brigadeiro Luiz Antônio e a Alameda Campinas, nos dois sentidos.

    Leia tudo sobre: paulista

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG