Prefeitura pode demitir guarda que matou em Heliópolis

A Prefeitura de São Caetano do Sul, no ABC paulista, estuda a punição que dará ao guarda civil metropolitano Edson Damião Estevam, identificado hoje pela Polícia Civil como autor do disparo do tiro que matou uma adolescente de 17 anos durante perseguição a assaltantes na favela de Heliópolis em 31 de agosto. A penalidade máxima prevista aos acusados pode chegar à demissão.

Agência Estado |

Em nota, a Prefeitura informa que, independentemente do laudo fornecido pelo Instituto de Criminalística, já foi instaurado um processo administrativo de infração disciplinar perante a Corregedoria do município a fim de apurar em quais circunstâncias ocorreram os fatos. Ainda segundo o comunicado, "até a apuração total dos fatos, prevista para ocorrer em aproximadamente um mês, os 3 guardas, Edson Damião Estevam, Luziel Pereira da Costa e Vicente Pereira Passos, ficarão suspensos".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG