As chuvas e os desmoronamentos em Angra dos Reis fizeram com que o prefeito Tuca Jordão solicitasse o desligamento das usinas nucleares Angra 1 e 2. A administração da cidade receia que haja dificuldade de evacuação da área em caso de um acidente.


Desde o final da tarde deste sábado, a saída da cidade ficou mais difícil por conta da interdição total da rodovia Rio-Santos. De acordo com o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit), as obras no local devem durar ao menos dois meses.

Segundo a eletronuclear, que administra as usinas, tanto o funcionamento quanto o fornecimentos de Angra 1 e 2 ocorrem normalmente.

Leia mais sobre: Angra dos Reis

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.