Prefeitura do Rio terá de pagar R$ 50 mil a mulher queimada durante parto

RIO DE JANEIRO ¿ O Município do Rio terá que pagar indenização de R$ 50 mil (R$ 30 mil por danos morais e R$ 20 por danos estéticos) a Elissandra de Souza, que sofreu queimaduras nos joelhos durante uma cirurgia de parto no Hospital Municipal Paulo Werneck, na Ilha do Governador, zona norte do Rio.

Redação |

Acordo Ortográfico

Em setembro de 2003, Elissandra submeteu-se a uma cesariana e laqueadura de trompas no hospital da rede municipal. Durante o procedimento, ela sofreu queimaduras de 2º e 3º graus na parte interna de ambos os joelhos, pelo manuseio de um bisturi elétrico.

A vítima ganhou ação na Justiça contra a Prefeitura do Rio, que ainda tentou recorrer da decisão, alegando que as queimaduras foram em decorrência de uma saída da corrente por um caminho alternativo, o que foge ao controle médico. Ainda assim, o desembargador Otávio Rodrigues, relator do processo, manteve a pena, alegando que "é válida a condenação em danos morais diante do risco por que passou a autora, o atendimento hospitalar e a necessidade de reparação diante da negligência da prefeitura, quando do atendimento hospitalar da autora".

Leia mais sobre: indenizações

    Leia tudo sobre: indenizaçãojustiçaprocesso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG