Tamanho do texto

RIO DE JANEIRO ¿ O Município do Rio terá que pagar indenização de R$ 50 mil (R$ 30 mil por danos morais e R$ 20 por danos estéticos) a Elissandra de Souza, que sofreu queimaduras nos joelhos durante uma cirurgia de parto no Hospital Municipal Paulo Werneck, na Ilha do Governador, zona norte do Rio.

Acordo Ortográfico

Em setembro de 2003, Elissandra submeteu-se a uma cesariana e laqueadura de trompas no hospital da rede municipal. Durante o procedimento, ela sofreu queimaduras de 2º e 3º graus na parte interna de ambos os joelhos, pelo manuseio de um bisturi elétrico.

A vítima ganhou ação na Justiça contra a Prefeitura do Rio, que ainda tentou recorrer da decisão, alegando que as queimaduras foram em decorrência de uma saída da corrente por um caminho alternativo, o que foge ao controle médico. Ainda assim, o desembargador Otávio Rodrigues, relator do processo, manteve a pena, alegando que "é válida a condenação em danos morais diante do risco por que passou a autora, o atendimento hospitalar e a necessidade de reparação diante da negligência da prefeitura, quando do atendimento hospitalar da autora".

Leia mais sobre: indenizações

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.