Prefeitura do Rio combate publicidade irregular e ilegal na zona sul da cidade

RIO DE JANEIRO ¿ Dando continuidade às operações de combate à desordem urbana, a Prefeitura do Rio realiza nesta terça-feira em Botafogo, na zona sul da cidade, uma operação para reprimir publicidades ilegais e irregulares. Segundo a secretaria municipal de Ordem Pública, existem no bairro mais de 30 outdoors que desrespeitam as normas de licença de uso do espaço.

Anderson Dezan, repórter do Último Segundo no Rio |

Acordo Ortográfico

O subsecretário de fiscalização da Prefeitura do Rio, Luiz Medeiros, informou que todos os outdoors estão sendo notificados com adesivos que constatam a irregularidade. As empresas que exploram os equipamentos têm 48 horas para retirá-los, caso contrário, a prefeitura irá removê-los e acionar as empresas para que elas assumam os gastos da retirada dos painéis.

No total, 68 fiscais da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF) participam da operação, que será estendida a outros bairros, como Tijuca, na zona norte, Ipanema e Copacabana, na zona sul, e Barra da Tijuca, na zona oeste. De acordo com Medeiros, já foram identificados em toda a cidade mais de 2.500 engenhos publicitários em situação irregular ou ilegal. Ontem, nove empresas foram notificadas para que retirem os anúncios em 48 horas.

Divulgação

Mais de 30 outdoors estão irregulares em Botafogo, segundo a Prefeitura do Rio

Se você passa pela Linha Amarela ou Linha Vermelha você encontra de cada lado uns engenhos que você não sabe o que estão fazendo ali, disse o subsecretário. Nós também vamos fazer um trabalho forte nas praias, completou.

Em Botafogo, outdoors instalados em terrenos de proteção ambiental, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e na sede do clube Botafogo foram notificados.

Ordem pública

A operação de choque de ordem pública teve inicio nesta segunda-feira em dez bairros do Rio de Janeiro. Foram apreendidas 50 toneladas de mercadorias, multados 144 veículos e recolhidos 48 moradores de rua. No Recreio dos Bandeirantes, zona oeste, foram demolidas 34 construções irregulares, entre elas, um imóvel clandestino de quatro andares na Estrada do Pontal.

AE

Retroescavadeira destrói imóvel construído irregularmente no Recreio dos Bandeirantes

As ações de ontem contaram com o apoio de 2.500 funcionários de dez órgãos da prefeitura, em parceria com o governo do Estado. O secretário municipal de Ordem Pública, Rodrigo Bethlem, responsável pela iniciativa, disse que a prefeitura não fará milagres, mas que será intransigente com a informalidade e a ilegalidade.

Nós vamos estar na rua permanentemente, atuando de forma extensiva para viabilizar a cidade do Rio de Janeiro. Sem ordem não dá. É impossível viver em uma cidade em que as leis não são respeitadas, afirmou.

(*com informações da Agência Brasil)

Veja também:

Leia mais sobre: choque de ordem

    Leia tudo sobre: ordem publicariorio de janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG