Prefeitura de São Paulo multa igreja por uso de amianto

SÃO PAULO A Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente de São Paulo multou nesta segunda-feira a Igreja Renascer em Cristo em R$ 16 mil pelo uso de 1.600 telhas de amianto no telhado do templo do Cambuci, na região central.

Agência Estado |

O uso do material é proibido no Estado há cinco anos. O teto da igreja desabou no dia 18 e, na tragédia, morreram nove mulheres e mais de cem pessoas ficaram feridas.

Além da multa, a pasta intimou a Renascer a descartar adequadamente o material que contém amianto e informar à secretaria o destino desse material no prazo de 30 dias. As telhas de amianto devem ser depositadas em um aterro especializado para receber esse tipo de material. Até ontem, a intimação não havia sido entregue.

Essa não é a primeira multa aplicada à Renascer por uso de amianto. Na quinta-feira passada, o Ministério do Trabalho e Emprego multou a Igreja em R$ 2 mil. Nesse mesmo dia, a Subprefeitura da Mooca multou a Renascer em R$ 4.780 por não apresentar licença de funcionamento de um galpão na Mooca, zona leste, que seria usado para realização de cultos. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Teto do prédio da igreja Renascer desaba em São Paulo

Teto do prédio da Igreja Renascer desaba em São Paulo

Leia também:

Leia mais sobre: desabamento - Renascer

    Leia tudo sobre: renascer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG