Prefeitura de São Paulo atrasa verba, dizem ONGs

Entidades de atendimento à população carente conveniadas com a Prefeitura afirmam que o repasse de verba para os projetos sociais está sendo feito com atraso e acusam a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social e vice-prefeita, Alda Marco Antonio, de não estar aberta à discussão. As ONGs divulgaram nos últimos dias uma carta aberta assinada por 20 entidades, que ao todo são responsáveis pelo atendimento de 200 mil pessoas ao mês.

Agência Estado |

As organizações não descartam uma mobilização nos próximos dias.

Maria do Socorro Rodrigues dos Santos, do Clube de Mães do Parque Santa Rita, na zona leste, diz que o repasse de janeiro foi feito em 12 de março para dois convênios que atendem 240 jovens em liberdade assistida. Não há previsão para novos depósitos. “Nós estamos sobrevivendo pela misericórdia de Deus, essa é a verdade”, afirma a coordenadora. Segundo ela, os funcionários estão descontentes e pedindo demissão, já que os salários também atrasam. “Para prestar um bom atendimento é preciso funcionários motivados e como se faz isso sem dinheiro?”, questiona.

A assessoria de imprensa da secretaria afirmou que os atrasos são decorrentes de “problemas do sistema” no início do ano, mas que já estão sendo normalizados. A pasta afirmou que os demais repasses serão feitos na data correta e disse também que a secretária está aberta ao diálogo, bastando ser procurada. As informações são do Jornal da Tarde .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG