Prefeitura de Itajaí alerta para risco de leptospirose

O setor de Vigilância Epidemiologia da Prefeitura de Itajaí, em Santa Catarina, está alertando a população sobre a proliferação de doenças causadas pelas inundações. Pessoas que tiveram contato com a água das enchentes devem ficar alertas a doenças como a leptospirose, já que não ela não pode ser prevenida com vacina.

Agência Estado |

A leptospirose é transmitida principalmente pelo contato com água contaminada com a urina dos ratos. Os principais sintomas são dores no corpo, dor na panturrilha, febre, mal-estar e icterícia (amarelamento da pele).

As pessoas que tiverem suspeita de contaminação não devem adotar automedicação e precisam se dirigir imediatamente à unidade de saúde mais próxima para avaliação médica e exames necessários. O uso de medicamentos que contenham ácido acetilsalicílico (analgésicos como aspirina, AAS, Melhoral) é altamente perigoso, pois eles podem causar hemorragia em pessoas infectadas.

O uso de antiinflamatórios também não é indicado. As pessoas com esses sintomas precisam ser hidratadas. A Vigilância Epidemiológica afirma que casos de leptospirose só podem ser confirmados após pelo menos sete dias da contaminação e por isso ainda não há números oficiais de contágio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG