Prefeito de Jaboatão dos Guararapes é acusado de desviar bíblias

RECIFE - Representantes do Seminário Teológico EBNESR acusam o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Newton Carneiro (PRB), de desviar 62 mil bíblias do Projeto Meta, doados à Prefeitura, durante a sua campanha à reeleição. Segundo um dos diretores da instituição, Alcides Marques da Silva, as publicações foram conseguidas através de doações de membros de igrejas do Estado norte-americano do Tennessee.

Agência Nordeste |

A confecção e envio dos livros sagrados para o município custaram R$ 198.085,56. A intenção dos religiosos era de entregar as bíblias a crianças que estudam nas escolas públicas, como era defendido inicialmente no projeto apoiado pela própria Prefeitura.

"Nossos irmãos de lá (EUA) acreditaram que realmente havia o interesse da administração de Jaboatão de levar a bíblia às nossas escolas. Mas, chegando aqui, os livros acabaram sumindo, aparecendo apenas nas mãos do prefeito na hora de pedir voto", atacou, indignado, Alcides. Em concenso com os outros diretores da instituição, ele entrou com uma representação no Ministério Público solicitando a apuração do fato e a responsabilização dos envolvidos.

Para sustentar a acusação, os diretores do seminário apresentaram um panfleto da campanha eleitoral de Newton vinculando a distribuição dos livros aos pedidos de votos. No texto do material, está escrita a frase "o prefeito "Nilton Carneiro" entrega esta Bíblia à honrada família", além do agradecimento de Carneiro pelo possível voto dos beneficiados.

O ex-coordenador do Projeto Meta, Flávio Dantas, confirmou o desembarque dos 62 mil escritos em setembro do ano passado, no Porto do Recife, e sua liberação junto à Secretaria da Fazenda, que autorizou a entrada das bíblias em solo brasileiro, no dia 4 de outubro do mesmo ano, após a apresentação de nota fiscal do produto, com fins educacionais.

Com a liberação da Alfândega, a Prefeitura encaminhou os livros para serem armazenados no prédio da Guarda Municipal de Jaboatão, onde foram vistos pela última vez. Quando os diretores do seminário foram pegar o material para dar início à distribuição nas escolas, não encontraram e não tiveram da gestão uma justificativa para o sumiço. "Não nos disseram nada. Tudo se perdeu e nem tentaram achar uma desculpa para isso", reclamou Alcides da Silva. Até o fechamento da edição, a reportagem não conseguiu entrar em contato com a assessoria do prefeito Newton Carneiro, nem com a assessoria da Prefeitura.

*As informações são do jornal "Folha de Pernambuco".

Leia mais sobre: Jaboatão dos Guararapes

    Leia tudo sobre: eleições municipaispernambuco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG