Nem a disputa acirrada nem os personagens são novos no histórico eleitoral recente de Caxias do Sul, a 127 quilômetros de Porto Alegre (RS). A novidade de domingo é que os eleitores terão um segundo turno antecipado, na prática, já que a corrida pela prefeitura teve apenas dois candidatos: José Ivo Sartori (PMDB) e Pepe Vargas (PT), apesar de seus mais de 200 mil votantes.

Na avaliação das duas campanhas, a contagem promete reprisar uma definição apertada. No segundo turno de 2000, Pepe venceu Sartori por 0,4% de diferença, o equivalente a 824 votos de vantagem. Antes de 2008, os dois já se enfrentaram em duas eleições municipais: em 1992, quando nenhum deles venceu, e em 2000, em que Pepe obteve a reeleição na prefeitura.

"Sempre entendemos que a eleição é parelha", disse o coordenador de comunicação de Pepe Vargas, Gérson Ben. "Vai ser uma disputa até o último minuto e ninguém se arrisca a fazer prognóstico", afirmou o coordenador de comunicação de Sartori, Antônio Feldmann. Pesquisa local coloca os dois em empate técnico. Os candidatos participam hoje à noite de debate na televisão.

Médico, 45 anos, Pepe elegeu-se prefeito de Caxias em 1996 e venceu a reeleição no mandato seguinte. Graduado em filosofia, 60 anos, Sartori foi eleito em 2004 para a prefeitura e tenta o segundo mandato.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.