Prefeita de Fortaleza rompe com vice-prefeito

A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), começou hoje o segundo mandato sob fogo amigo. Luizianne tomou posse ontem, rompida com o vice-prefeito, Tim Gomes (PHS), e sem conseguir eleger o novo presidente da Câmara Municipal.

Agência Estado |

O vereador Salmito Filho (PT), apesar ser da base, foi eleito presidente da Câmara à revelia dela. Mesmo com o apoio do governador Cid Gomes (PSB) e do deputado Eunício Oliveira (PMDB), Luizianne não conseguiu fazer do vereador Elpídio Nogueira (PSB) o novo presidente da Casa.

Eleger um nome do PSB para presidir o Legislativo era parte de um acordo firmado ainda durante o período pré-eleitoral. O acerto previa que caberia a Gomes indicar o nome do primo, Tin Gomes (PHS), então presidente da Câmara, para candidato a vice-prefeito na chapa da prefeita de Fortaleza. Em contrapartida, ao PSB - aliado histórico de Luizianne -, caberia o apoio dela para eleger o novo presidente da Casa. Mas, ironicamente, a derrota do candidato apoiado pela prefeita foi articulada pelo próprio Tin Gomes.

No discurso de posse, a prefeita afirmou que se sentiu traída. "Estou triste por ver que se faz política com lealdade e gratidão, mas que, às vezes, ela também é feita com traidores e conspiradores", declarou. Por diversas vezes, ela condenou "a política da malandragem, da traição, da 'trairagem'." Na saída da cerimônia, afirmou: "A vida é feita de traidores e de pessoas com dignidade." Cid Gomes, que acompanhou tudo, mostrou-se resignado. "Na política, é assim. Ganha-se, perde-se. Faz parte", disse.

Já Tin Gomes, depois de ver Salmito Filho eleito com 24 votos contra 16 do candidato de Luizianne, retirou-se do Legislativo, não acompanhou a cerimônia de posse da prefeita e nem mesmo tomou posse como vice. Antes de sair, negou ter articulado contra a petista. Alegou falta de tempo para mudar de estratégia. Segundo ele, o acordo só foi lembrado dois dias antes da eleição da nova Mesa Diretora. "Nós não estamos tratando com boi, com bicho. Nós estamos tratando com gente, e gente não se tange de um lado para o outro", argumentou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG