SÃO PAULO - Equipes do Departamento de Controle do Uso de Imóveis (Contru) e do Corpo de Bombeiros vistoriaram a estrutura do Teatro Cultura Artística na manhã desta segunda-feira. O teatro foi destruído por um incêndio de grandes proporções na madrugada de domingo, sem deixar feridos, mas a estrutura do prédio corre risco de desabamento. O Corpo de Bombeiros não descarta a possibilidade do incêndio ter sido causado por balões.


Imagens do incêndio no Teatro Cultura Artística/ vídeo - Youtube


O engenheiro da Polícia Científica, Ivo Valentine, disse que o prédio está bastante danificado e só será liberado quando a segurança for completa. "O prédio será liberado pela Polícia Científica, mas, no momento ainda há áreas de risco iminente".

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, também esteve no local e lamentou: O cenário mostra a dimensão do incêndio. É muito triste".

O prefeito disse ainda que a reconstrução do teatro será feita com a Secretaria de Cultura e a sociedade civil.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o único lugar que não corre risco é a fachada, onde há uma obra do artista plástico Di Cavalcanti que mede 8 metros de altura por 48 de largura. Esta obra, segundo os bombeiros, está segura. 

Segundo o coronel do Corpo de Bombeiros João dos Santos de Souza, o primeiro e o segundo andar foram inteiramente destruídos - ali ficavam a administração, salas de escritório e a sala Esther Mesquita, com capacidade para 1.156 lugares.

Peritos do Instituto de Criminalística fizeram análises no teatro. O laudo deve demorar de 10 a 20 dias. Equipes dos bombeiros ainda permanecem no local para fazer o trabalho de rescaldo.

Valor do seguro não informado

O funcionário de relações institucionais da Sociedade de Cultura Artística, Eric Klug, não deu detalhes sobre o valor da apólice de seguro do Teatro Cultura Artística. Ele disse apenas que não cobriria a reconstrução de um prédio daquele porte.

Haverá uma reunião administrativa para definir quais medidas serão tomadas. Ele disse que há a intenção de reconstruir o local, principalmente a sala de concerto, "que tem uma acústica excelente", com padrões mais modernos. Klug também disse que os resultados da perícia serão aguardados para definir se a estrutura do prédio é sólida o suficiente para haver uma reconstrução.

Espetáculos cancelados e transferidos

AE
Teatro destruído pelo incêndio
Teatro Cultura Artística destruído pelo incêndio
Com o incêndio, que durou mais de quatro horas, alguns espetáculos foram cancelados e outros transferidos de local. As apresentações da Orquestra Filarmônica de Liège, que aconteceriam nesta segunda e terça-feira, foram transferidas para o Teatro Municipal e Sala São Paulo, respectivamente. Os horários não foram alterados.

Os espetáculos O Bem Amado e Toc-Toc, que também estavam em cartaz, serão, segundo comunicado do teatro, interrompidos por tempo indeterminado.

Ainda de acordo com o Cultura Artística, os consumidores que já haviam comprado os ingressos para assistir às peças serão ressarcidos integralmente, porém, não informaram de que forma e nem quanto tempo isso pode demorar.

O teatro é um dos mais tradicionais da cidade de São Paulo e foi inaugurado em março de 1950 com um concerto de Heitor Villa-Lobos.

(*com informações da Agência Estado)

Leia também:

Leia mais sobre o Teatro Cultura Artística

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.