Pré-candidato do PTdoB ironiza comparação com Obama

Pré-candidato à Presidência pelo PTdoB, o engenheiro mecânico e advogado Mario Oliveira reage com um sorriso resignado às inevitáveis comparações entre sua campanha e a do atual presidente norte-americano Barack Obama. Sou filho de pai negro e mãe branca, e até morei no Quênia.

Agência Estado |

Só me faltou a Indonésia", ironiza. Como Obama, Oliveira pretende deixar a questão racial em segundo plano na campanha. "Não preciso dizer que sou negro."

Mas as semelhanças param por aí. Enquanto o norte-americano concorreu amparado na megaestrutura do Partido Democrata, Oliveira conta apenas com o nanico PTdoB, que deve ter menos de dois minutos no horário político de 2010. Na distribuição da propaganda partidária de 2009, a sigla ainda deu azar: seu programa será exibido hoje à noite, em plena véspera de Natal, quando a audiência costuma desabar.

Estreante em campanhas políticas, Oliveira pretende usar cada segundo de seu tempo na TV para expor a agenda de projetos do Movimento Independente Brasil, entidade que fundou e coordena. Algumas de suas bandeiras são a defesa da livre iniciativa, a autossustentação financeira das universidades públicas e a divisão do ministério em cotas iguais para homens e mulheres. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG