Pré-candidato do PT abre espaço para diálogo com PSB

Pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, o prefeito de Osasco, Emídio de Souza, deu caráter formal hoje às articulações comandadas nos últimos dias por caciques do partido no Estado, com o objetivo de preparar o apoio a uma candidatura do deputado Ciro Gomes (PSB) ao Palácio dos Bandeirantes em 2010. Num longo manifesto, Emídio colocou-se à disposição da sigla para disputar o governo paulista.

Agência Estado |

Mas deixou claro que não fará oposição à estratégia liderada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para montar um palanque forte para a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

"Mesmo consciente que o PT possui no Estado enorme força e representatividade social e reúne entre suas lideranças diversos companheiros capacitados para pleitear o cargo de governador, posiciono-me pela abertura e diálogo, sem vetos, a todas as alternativas apresentadas pelos partidos que venham a se unir para derrotar o projeto dos tucanos em São Paulo", afirmou Emídio.

"Considero que, em nome da prevalência política do projeto nacional, podemos juntos chegar ao melhor acordo para as forças renovadoras no Estado."

O texto não cita diretamente o nome de Ciro ou a negociação com o PSB, mas foi elaborado com o objetivo de responder à movimentação do grupo liderado pela ex-ministra Marta Suplicy, que assumiu a dianteira na defesa da candidatura própria do PT ao governo paulista.

"Vamos trabalhar com determinação para reproduzir em São Paulo mesmo arco de alianças que apoia o governo Lula. Montar para nossa candidata o palanque mais amplo e representativo, com as relevantes forças políticas e sociais paulistas. Nossa melhor estratégia é enlaçar o projeto estadual ao nacional de modo a que um fortaleça o outro", prossegue o documento.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG