Praias vetam sanduíche natural, cães, bugue e surfe

Prefeituras criaram leis e aumentaram a fiscalização neste verão. iG visitou algumas praias e mostra o que pode e o que não pode

iG São Paulo |

Um dos principais espaços de lazer do brasileiro está mudando de cara. A praia dos vendedores ambulantes, das barraquinhas desordenadas e do frescobol na beira da água já era. Prefeituras das principais capitais de Estados litorâneos do País estão tomando uma série de medidas que organizam o tradicional espaço de diversão e zelam pela saúde pública. A intenção é garantir a segurança e o bem estar dos turistas, principalmente na alta temporada.

Nos últimos meses, Alagoas, Ceará, Pernambuco, Santa Catarina, Rio e São Paulo fizeram leis e aumentaram a fiscalização para evitar que, neste verão, aumentem os acidentes com bugues e jangadas e as internações por intoxicação alimentar ou insolação.

Janaína Soares
Jangadas da praia de Pajuçara, em Maceió, levam turistas às piscinas naturais da cidade

Ações na área de saúde pública estão sendo realizadas em Santa Catarina e no Ceará. Em Florianópolis, só está liberada a venda de produtos comercializados. Não se pode comer sanduíche natural, por exemplo. Além disso, a prefeitura está instalando aparelhos que informam a quantidade de radiação ultravioleta do local, para que ninguém exagere ao tomar sol sem saber do perigo que isso representa. Já a prefeitura de Fortaleza informa que os alimentos vendidos pelos ambulantes são de alto risco.

Para organização do espaço e regulamentação das atividades, a prefeitura do Guarujá proibiu a prática de esportes antes das 19h. Passear com cachorro também é proibido. Tudo para promover a “harmonia e a boa convivência” dos banhistas. Em Pernambuco, qualquer passeio de bugue representa prática irregular, assim como os passeios de lancha em Alagoas. Na capital Maceió, só pode oferecer passeio de jangada aquele que for cadastrado.

Saiba que cuidados tomar, o que evitar e como se proteger para aproveitar as férias. A reportagem do iG visitou algumas praias e conta o que pode e o que não pode em cada uma delas.

Leia mais:

Recife bane bugues, limita esportes e monitora espetinhos

Maceió treina jangadeiros e fecha cerco a barracas irregulares

Em Fortaleza, governo diz que ambulantes são ameaça sanitária

Florianópolis faz concurso para escolher vendedores no verão

Guarujá, no litoral de São Paulo, proíbe cães e esportes na praia

Choque de ordem nas praias do Rio volta com novidades neste verão

    Leia tudo sobre: praiasverãomaceiófortalezarecifeflorianópolis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG