Praia foi berço de projeto de preservação das tartarugas marinhas

Praia foi berço de projeto de preservação das tartarugas marinhas Por Mônica Cardoso* Mata de São João (BA), 14 (AE) - Foi nas areias da Praia do Forte que o Projeto Tamar deu seus primeiros passos na preservação das tartarugas marinhas - iniciativa que comemora 30 anos em 2010. Exemplares de quatro espécies de tartarugas encontradas no Brasil vivem em grandes tanques.

Agência Estado |

Durante as atividades interativas o visitante pode alimentá-las e acompanhar a soltura dos filhotes na praia.

Fique atento às curiosidades contadas pelo instrutor sobre esses animais, que podem viver mais de cem anos e permanecer até cinco horas submersas na água sem respirar.

Mas não são apenas as tartarugas que fazem sucesso. Nos tanques com arraias e tubarões-lixa também é possível colocar as mãos nos animais. As crianças ainda contam com atividades educacionais como o teatro de fantoches.

O ingresso custa R$ 12. No verão, o centro de visitantes funciona das 8h30 às 18 horas. Mais informações no telefone: (0--71) 3676-0321.

*A repórter viajou a convite da Turisforte e do Sebrae Bahia

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG