Presa suspeita de enviar brigadeiros envenenados no Paraná

Margareth Aparecida Marcondes é amiga da família e foi presa por policiais militares dormindo dentro de um carro, em Santa Catarina

AE |

selo

Foi presa na madrugada deste sábado (31) em Santa Catarina, a mulher suspeita de colocar veneno em brigadeiros e bombons que foram entregues a uma adolescente , de 14 anos, em Curitiba, no último dia 12, de acordo com a Polícia Civil. 

Saiba mais: Garota que recebeu brigadeiros envenenados deixa hospital no PR

AE
A doceira Margareth Aparecida Marcondes após ser presa e prestar depoimento
Segundo informações da Delegacia de Homicídios de Curitiba, a mulher foi encontrada por policiais militares dormindo dentro de um carro, em Barra Velha, por volta das 4h. O delegado Rubens Recalcatti, responsável pelo caso, foi para cidade buscar a suspeita. De acordo com ele, a mulher não parece ser uma pessoa equilibrada.

Margareth Aparecida Marcondes, de 45 anos, mora em Joinville e estava desaparecida . Ela fazia doces e teria sido contratada para organizar a festa de 15 anos da adolescente, que recebeu uma caixa de brigadeiros envenenados. Ela foi internada no Hospital de Clínicas de Curitiba e apesar de ter tido duas paradas cardíacas, a menina não ficou com sequelas. Quatro adolescentes também passaram mal após comerem os bombons.

    Leia tudo sobre: brigadeirosparanáenvenenamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG