No Paraná, metade da cidade de Morretes está embaixo d'água

Um homem de 92 anos foi salvo da correnteza. Presos foram transferidos para um caminhão após cadeia alagar

Luciana Cristo, iG Paraná |

Metade da cidade de Morretes, no litoral do Paraná, está embaixo d´água por causa das fortes chuvas que atingiram o município durante a madrugada e a manhã desta sexta-feira (11).

Os bombeiros ainda trabalham no auxílio aos moradores e às pessoas que estão ilhadas. Um casal de idosos foi resgatado na comunidade de Marta, depois de um trabalho de mais de duas horas da equipe de resgate, que precisou lutar contra a forte correnteza do Rio Sagrado II. O senhor, de 92 anos, estava com hipotermia e foi encaminhado ao Hospital Regional de Paranaguá, na cidade vizinha.

Além disso, cerca de 65 pessoas estão ilhadas na Escola Municipal Rocha Pombo. Elas não podem voltar para casa enquanto a água não baixar, de acordo com o capitão do Corpo de Bombeiros Edson Ávila. Levantamento parcial mostra que 750 casas foram atingidas pela chuva.

O grande volume de água prejudicou também a delegacia de Morretes, de onde os 21 presos tiveram que ser transferidos, provisoriamente, para um caminhão em um posto de combustível que fica próximo à delegacia. O delegado responsável, Lauro Gritten, estuda a possibilidade de transferir os presos para Paranaguá.

Com o temporal, o abastecimento de água a Morretes foi interrompido pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). De acordo com a Sanepar, houve problemas na linha de energia elétrica que afetou o sistema de produção e de distribuição de água para a região. Não há previsão de quando o serviço será regularizado.

Municípios vizinhos a Morretes também sofrem com os efeitos da forte chuva. Há ocorrências em Paranaguá, Antonina e Guaratuba. Em Paranaguá, uma escola está isolada e, com o alagamento da rua, o pavimento inferior da escola foi inundado e os estudantes estão agora no piso superior, esperando a água baixar. O Corpo de Bombeiros ainda não confirmou o nome da escola nem quantos alunos estão lá dentro. Paranaguá também está sem abastecimento de água.

Acesso

O acesso ao litoral do Paraná está comprometido por conta das chuvas. A BR-277, em Paranaguá, alterna períodos de funcionamento em meia pista e outros de rodovia totalmente interditada, por conta de um desmoronamento de terra e pela subida da água dos rios, que atingem a pista.

    Leia tudo sobre: ParanáMorretesalagamentochuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG