Maior ônibus do mundo começa a circular pelas ruas de Curitiba

"Ele é grande. Ele é muito grande", dizem passageiros. Chamado de Ligeirão Azul, ônibus tem 28 metros

Lucian Cristo, iG Paraná | 16/04/2011 12:02

Compartilhar:

“Ele é grande. Ele é muito grande”. “Parece até desenho animado, quando o ônibus faz a curva e entra na próxima rua, você olha para trás e ainda vê o final do veículo na outra rua”. Esses foram alguns dos diversos comentários divertidos sobre a extensão do maior ônibus do mundo, o Ligeirão Azul, que começou a circular na manhã deste sábado, em Curitiba (PR) e que inaugura a terceira fase do Sistema de Ônibus Expresso na cidade.

Foto: Divulgação

Ônibus tem 28 metros e capacidade para 250 pessoas

Anunciado como novidade para o transporte coletivo de Curitiba durante o aniversário da cidade, dia 29 de março, o ônibus azul tem sido a atração do dia pelo caminho que faz. Nesta manhã, muitas pessoas pararam nas ruas para ver o ônibus gigante – com 28 metros de comprimento – passar pelo centro da capital paranaense. Não foram poucos os pedestres que aproveitaram para filmar ou tirar fotos da novidade.

Quem estava dentro do ônibus observava com curiosidade o novo ônibus e, inicialmente, a população parece ter aprovado o Azulão, como já começou a ser chamado. Mais conforto foi a observação mais frequente feita pelos usuários do transporte coletivo para definir o ônibus gigante. “Gostei. É muito grande. Por mim, está aprovado”, respondeu o passageiro Tarcísio de Oliveira.

O formato e material dos bancos foram os pontos que chamaram a atenção da estudante Jeniffer Chemin, de 17 anos. “O espaço para idosos também ficou melhor”, observou. A bibliotecária Elcy Rosa Ribas concorda. “É bem mais confortável que o outro, além de ser mais espaçoso”, disse ela.

As primeiras viagens da manhã foram lotadas, inclusive a que levou o prefeito, e uma comitiva de funcionários municipais, às 7h20. Ninguém entrou no ônibus de graça. E o veículo ficou cheio. Com capacidade para 250 passageiros, o ônibus levou 310 pessoas. A lotação é uma das preocupações dos trabalhadores e estudantes, como é o caso de Lucimara do Nascimento Silva, que pega o ônibus no bairro Boqueirão para chegar ao centro de Curitiba todos os dias, no início da tarde. “O ônibus vai sempre cheio. Espero que agora seja menos lotado”, ressalta ela.

Foto: Divulgação

Ônibus começou a circular na manhã deste sábado (16). Prefeito Luciano Ducci (PSB) participou da primeira viagem



Acessibilidade

Embora se destaque pelo tamanho, uma das principais vantagens do Azulão são as condições oferecidas para cadeirantes. Além dos avisos sonoros que já existem nos outros ônibus de Curitiba, para que se saiba as paradas dos veículos, o ônibus azul tem um dispositivo para que o deficiente físico possa comunicar da sua descida (para os outros passageirosa, não há campanhia, já que o ônibus sempre faz as quatro paradas, na canaleta específica pela qual o veículo trafega). E, para os portadores de deficiências auditivas, foram instaladas luzes dos lados de dentro e de fora nas portas, que indicam quando o ônibus será fechado.

Ambientalmente correto (movido 100% a biocombustível), mais confortável e mais comprido. Mas o verdadeiro teste para o Ligeirão Azul começa nos próximos dias, quando a sua capacidade será testada pelos mais de 25 mil passageiros que fazem o trajeto diariamente. “Gradualmente, o Ligeirão vai levar mais pessoas e com mais comodidade, para diminuir a superlotação”, disse o presidente da Urbanização de Curitiba S.A. (Urbs), empresa responsável por gerenciar o transporte coletivo na cidade. A oferta de lugares, com a chegada do Ligeirão Azul, deve ser ampliada em 45%.

Circulação

O trecho que o Azulão começou a operar liga o terminal do bairro Boqueião à Praça Carlos Gomes, no centro, pela Linha Ligeirão, que já existe há um ano. Nos horários de pico (das 6h30 às 7h45 e das 18h às 19h30), a Linha Ligeirão é feita com intervalo de quatro minutos e meio entre a passagem de dois veículos. No restante do dia, o ônibus vai passar a cada dez minutos, em média.

Os primeiros dez ônibus gigantes colocados na rua vão substituir outros dez veículos, os tradicionais articulados vermelhos de Curitiba, cada um com 18 metros de comprimento e capacidade para 170 passageiros. Até o início de maio, outros 10 ônibus azuis devem começar a operar na linha que liga o terminal do bairro Pinheirinho até o centro.

Inicialmente programado para três paradas, nos próximos meses o Ligeirão Azul vai incluir também um novo ponto: a estação TRE, por causa do recadastramento biométrico de todos os curitibanos, determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e que prossegue até o fim do ano.

Nova linha

Uma terceira linha para o Ligeirão Azul está sendo planejada para entrar em circulação do trecho que liga o bairro Santa Cândida à Praça do Japão, no bairro Batel. A perspectiva é que seja inaugurada daqui um ano, também no dia do aniversário da cidade, segundo o prefeito.

    Notícias Relacionadas



    Ver de novo