Garota que recebeu brigadeiros envenenados deixa hospital no PR

Menina de 14 anos teve duas paradas cardíacas, mas deixou o hospital nesta segunda-feira e não deve ter sequelas

AE |

selo

A adolescente de 14 anos que recebeu uma caixa de brigadeiros envenenados , provavelmente por substância usada para matar ratos, recebeu alta do Hospital de Clínicas (HC), em Curitiba, no fim da tarde de segunda-feira (19). Apesar de ter tido duas paradas cardíacas, a menina não ficou com sequelas. Dos quatro adolescentes que comeram os bombons, apenas uma, de 16 anos, permanece em observação na Unidade de Terapia Intensiva do HC.

O caso: Brigadeiros provocam intoxicação em adolescentes no Paraná

A polícia trabalha com a hipótese de tentativa de homicídio e tenta encontrar uma mulher que teria entregue a caixa de chocolates a um taxista para que levasse à casa da adolescente, filha de um policial militar. Imagens feitas por câmeras de um shopping no Bairro Pinheirinho mostram a suspeita, que ainda não teve a identidade divulgada. A polícia também investiga um ex-namorado de uma das adolescentes. Um exame de DNA foi feito, pois havia um fio de cabelo na caixa. 

A adolescente completa 15 anos em abril e estava fazendo uma cotação de preços de doces, além de experimentação de amostras. Por isso não estranhou quando o taxista entregou-lhe aquela caixa no dia 12. No entanto, cerca de uma hora após ter comido e dado chocolates para os três amigos começou a passar mal. Pelos sintomas, os médicos acreditam que se trata de veneno de rato, conhecido como chumbinho. O resultado dos exames ainda não foi divulgado.

    Leia tudo sobre: brigadeirosenvenenamentodebutante

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG