Trânsito na BR-277, que estava bloqueado desde sexta, foi liberado de maneira precária neste domingo

A BR-277, no trecho que liga Curitiba ao litoral do Paraná, foi liberada para o tráfego por etapas por volta das 15 horas deste domingo. A rodovia estava totalmente interditada desde a manhã da última sexta-feira, depois dos estragos causados pela água. A força das chuvas que atingem a região chegou a derrubar três pontes da rodovia.

Água chegou a derrubar pontes da rodovia no litoral paranaense
PRF/Divulgação
Água chegou a derrubar pontes da rodovia no litoral paranaense

O tempo permanece instável na Serra do Mar e a recomendação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da concessionária Ecovia, que administra o trecho, é que os motoristas tenham paciência, pois ainda há pontos de lentidão ao longo da rodovia. Persiste o alerta de que todos que puderem, adiem a viagem pela BR-277 até que a situação seja totalmente normalizada.

A liberação no sentido Paranaguá, no litoral, acontece por etapas, porque é necessário a retirada de todos os veículos que estão parados no acostamento após a primeira praça de pedágio até o trevo de acesso ao município de Morretes. O tráfego está fluindo em meia pista, em ambos os sentidos, entre os quilômetros 13 e 30, para os veículos que estão aguardando na rodovia. No quilômetro 26, onde as cabeceiras da ponte foram comprometidas, a passagem de veículos vai ocorrer de maneira alternada.

Os motoristas que quiserem mais informações sobre as condições da estrada podem ligar para o telefone 0800-410-277, serviço disponibilizado pela Ecovia. O telefone de emergência da PRF, 191, está com as linhas interditadas nos últimos dias, já que houve problemas por causa das chuvas também na BR-376, que liga o Paraná a Santa Catarina.

Trânsito na BR-376

Depois de permanecer bloqueada nos dois sentidos deste sexta-feira, a BR-376 está com liberação parcial desde o sábado à noite. Por enquanto, o tráfego ocorre em duas pistas sentido Paraná, com congestionamento de aproximadamente 20 quilômetros, segundo a PRF. No sentido Santa Catarina, uma pista está liberada, sem congestionamento. Ainda há riscos de novas quedas de barreira ao longo da rodovia, conforme informações da PRF.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.