Com chuva, vazão das Cataratas do Iguaçu sobe 4 vezes

Em toda a extensão do rio, as usinas hidrelétricas permaneceram com os vertedouros abertos para escoamento da água

Luciana Cristo, iG Paraná |

A vazão das Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu (PR), está até quatro vezes maior do que o normal, volume de água que tem se repetido nos últimos dias em decorrência das chuvas que atingem a Região Oeste do Paraná. Durante esta terça-feira (15), as Cataratas já registraram uma vazão de até 5.580 metros cúbicos por segundo, quando o normal é de até 1,5 mil metros cúbicos por segundo. No início da tarde da última segunda-feira (14), o volume chegou a 6,7 mil metros cúbicos por segundo.

Thonny Cantalleano
Vazão das Cataratas do Iguaçu sobe quatro vezes com chuvas

De outubro a março, as Cataratas têm seu principal período, no qual o índice da vazão é maior e o espetáculo fica mais atrativo para os turistas, por causa do grande volume de água no Rio Iguaçu. Em 2010, a vazão chegou a ser dez vezes maior do que a média, o que provocou, inclusive, o fechamento da passarela de acesso aos visitantes, como forma de prevenção a acidentes e inundação. Neste ano, até o momento, não há esse risco e a passarela continua aberta, de acordo com a assessoria do Parque Nacional do Iguaçu.

A grande quantidade de água causada pelas chuvas regionais também acontece no Rio Paraná, o que está fazendo com que a Itaipu Binacional mantenha seus vertedouros abertos de forma praticamente ininterrupta desde dezembro de 2010. Com os reservatórios cheios, a Itaipu abre os vertedouros para as sobras de água. Na medição realizada na última hora, o vertedouro da Itaipu registrou vazão de 5,5 mil metros cúbicos por segundo. Ontem pela manhã, esse índice chegou a 6 mil metros cúbicos por segundo e, no último domingo (13), até 8,5 mil, quando o normal é de 1,2 mil a 1,5 mil, assim como as Cataratas.

A produção de energia na Itaipu está na sua capacidade máxima, de 11 mil megawatts, e com 18 unidades em operação. Uma situação atípica – de acúmulo de água – também foi registrada por Itaipu no período de novembro de 2009 a junho de 2010, quando a binacional ficou 209 dias com os vertedouros abertos, a terceira marca histórica da empresa. Os outros dois grandes períodos com abundância de água foram de outubro de 1997 a junho de 1998 (por 222 dias) e de setembro 1992 a maio de 1993 (243 dias).

    Leia tudo sobre: cataratas do iguaçuchuvavazão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG