Casal que abandonou bebê está arrependido, diz advogada

No Paraná, casal deixou um dos trigêmeos na maternidade. Advogada diz que mãe teve problemas psicológicos após o parto

Luciana Cristo, iG Paraná |

Três bebês nascidos após inseminação artificial foram encaminhados a um abrigo de Curitiba, por determinação judicial, após um deles ter sido rejeitado e abandonado pelos pais na maternidade. A história veio à tona na última sexta-feira, após revelações - feitas sob a condição de anonimato a uma rádio local - de funcionários do hospital onde as crianças nasceram no dia 24 de janeiro deste ano.

Não foi levado em conta que, após o tratamento de reprodução assistida, a mãe pode ter problemas psicológicos depois do parto", diz advogada do casal

A confirmação do abandono de um dos trigêmeos foi dada nesta segunda-feira pela advogada que representa o casal, Margareth Zanardini Moreira. Segundo a advogada, "os pais das crianças estão arrependidos e querem todos os bebês de volta", incluindo o que tinha sido deixado na maternidade. Ela cobra ainda direito de amamentação à mãe das crianças. Diante da repercussão do caso, a advogada atendeu a imprensa nesta segunda-feira.

Margareth se recusou a revelar por que o casal não quis levar a criança para casa: “Não tenho condições de informar sobre isso”. Ela também afirmou que não “houve rejeição específica a uma das crianças”, acrescentando ainda que todos os bebês nasceram saudáveis. Para a advogada, o problema aconteceu porque a mãe teve problemas psicológicos após o parto.

“Não foi levado em conta que, após o tratamento de reprodução assistida, a mãe pode ter problemas psicológicos depois do parto”, afirmou ela. A advogada pediu a análise de um psicanalista para a mãe, uma economista, e para o pai, um nutricionista. Os dois têm menos de 30 anos.

A advogada afirma que, com esse laudo, a Justiça pode rever sua decisão e devolver as crianças ao casal. A advogada diz que os pais querem as três crianças e têm condições financeiras de mantê-las porque vão contar com a ajuda de familiares. Ainda segundo a advogada, eles estão lutando pela guarda das crianças desde o final de fevereiro, quando perderam a guarda das crianças e a mãe, o direito de amamentá-las.

O médico

De acordo com o médico geneticista Karan Abou Saad, que atendeu o casal e fez o procedimento de inseminação artificial, os pais dos trigêmeos, assim como todos os casais que procuram por esse tratamento no Centro Paranaense de Fertilidade, assinaram um documento no qual constam todas as orientações e explicações do tratamento, que pode resultar em até quatro bebês. Nesse documento, eles se responsabilizam pelos bebês gerados.

Questionado sobre qual foi o comportamento adotado pelos pais, antes ou depois do caso, ou se durante o tratamento deram algum indício de querer apenas duas crianças, o médico justificou não poder comentar, já que o processo tramita em segredo de Justiça. "O caso se manteve fora da mídia por dois meses e só estamos falando agora depois que algumas informações chegaram até a imprensa", afirma o médico.

A Promotoria de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, a Justiça e os funcionários do hospital no qual as crianças foram deixadas informaram que não vão se pronunciar sobre o caso, que corre em segredo de Justiça.

Conflito de versões

Desde a última sexta-feira, quando as primeiras informações da história começaram a ser divulgadas, houve muitas incertezas e diversas versões sobre o caso. Não se sabia ao certo quantas crianças tinham sido deixadas na maternidade nem os motivos do casal.

O iG tentou contato com todos os envolvidos no caso para entender o que de fato tinha acontecido desde a tarde de sexta-feira, atravessando todo o final de semana. Eles se recusaram a falar sob o argumento de que o caso está sem segredo de Justiça. A advogada do casal só resolveu dar entrevista depois que diversas versões conflitantes sobre o caso vieram à tona durante o final de semana. 

    Leia tudo sobre: ParanáCuritibatrigêmeosinseminação artificial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG