Presos rebelados libertam mais um refém em presídio do Paraná

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Agente foi o quinto dos sete agentes feitos reféns a ser libertado após a rebelião na Casa de Custódia de Maringá

Agência Brasil

Presos rebelados da Casa de Custódia de Maringá, no noroeste do Paraná, libertaram na manhã de hoje (31) mais um agente penitenciário mantido refém desde a última segunda-feira (29). O agente, cujo nome não foi divulgado, tinha escoriações leves pelo corpo, mas, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, passa bem. Ele foi o quinto dos sete agentes feitos reféns a ser libertado. Não há informações sobre o estado de saúde dos dois profissionais que continuam em poder dos presos rebelados.

Após interromper as negociações, por volta das 22h30 de ontem (30), o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar (PM) retomou as conversas às 5h30 de hoje. Às 10h30, a rebelião ainda não tinha sido encerrada – totalizando mais de 43 horas de motim.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a rebelião começou por volta das 15h de segunda-feira. Um grupo de detentos de uma das alas da Casa de Custódia rendeu os sete agentes penitenciários quando retornavam às celas, após o retorno do banho de sol. Conforme a secretaria, os presos exigem o fim do uso de algemas durante transferências e melhorias na assessoria jurídica e na assistência médica e alimentação.

Ainda de acordo com a secretaria, nenhum dano significativo à estrutura do prédio foi relatado até o momento, mas só será possível avaliar os danos após peritos inspecionarem a unidade ao fim da rebelião. A Casa de Custódia tem capacidade para 650 presos e, segundo a secretaria, abriga 636 detentos.

Leia tudo sobre: rebeliãomaringáparaná

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas