Polícia retoma negociações com rebelados em presídio do Paraná

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Dois agentes penitenciários estão sendo mantidos reféns desde domingo (19); presos querem transferência de 20 prisioneiros

Policiais do Paraná retomaram, na manhã desta segunda-feira (20), as negociações para tentar acabar com rebelião na Penitenciária Estadual de Maringá (PEM), norte do Estado.

Dia 15: Presos fecham acordo por fim de rebelião no Paraná

A Polícia Militar (PM) e o Departamento de Execução Penal do Estado do Paraná (Depen) negociam com os presos após as conversas terem sido suspensas no final da noite de domingo. Não há informações de feridos até o momento.

Desde domingo (19), dois agentes penitenciários estão sendo mantidos reféns. De acordo com a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju), os presos querem que 20 prisioneiros sejam transferidos para a região metropolitana de Curitiba, Londrina e Foz do Iguaçu.

Rebelião

A rebelião começou após motim de sete presos, mas se estendeu a outras galerias do presídio em questão de horas. O número de rebelados é de 57 até a manhã desta segunda.

Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários, esta é a 22ª rebelião no sistema penitenciário paranaense desde dezembro de 2013. A assessoria da secretaria, contudo, ponderou que parte desses episódios foram motins menos graves que rebeliões, pois não há registro de consequências graves, como agentes e presos feridos com gravidade ou danos estruturais às unidades.

*Com Agência Brasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas