Presos libertam reféns e encerram rebelião no Paraná

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Nove agentes penitenciários e sete presos foram liberados por volta das 11h30, receberam atendimento e tiveram alta médica

Agência Brasil

Após 48 horas, detentos encerraram a rebelião na Penitenciária Industrial de Guarapuava, no Paraná. O motim começou na segunda-feira (13) e acabou por volta das 11h30 de hoje (15), após acordo com o governo para a transferência de 28 homens para outras unidades prisionais do estado e de Santa Catarina. Os detalhes não foram divulgados por questão de segurança.

Leia também:
Presos fecham acordo por fim de rebelião no Paraná
Com 9 reféns, rebelião em presídio de Guarapuava já passa de 40h

De acordo com a Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná, os reféns que permaneciam em poder dos detentos – nove agentes penitenciários e sete presos – foram liberados, receberam atendimento e já tiveram alta médica. Ao todo, 13 agentes penitenciários e cerca de 20 presos foram feitos reféns desde o início do motim.

O presídio de Guarapuava vai passar agora por um levantamento para avaliar danos materiais. Mais informações devem ser divulgadas em uma coletiva de imprensa a ser agendada no final da tarde de hoje.

Com capacidade para 240 presos, a Penitenciária Industrial de Guarapuava abriga 239 detentos. O motim começou por volta das 11h30 da manhã da última segunda-feira, quando parte dos apenados era conduzida para um canteiro de trabalho no interior do presídio.

Leia tudo sobre: rebeliãopresosparaná

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas