Chuvas ainda deixam seis pessoas desaparecidas no Paraná

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Fortes chuvas afetaram mais de 422 mil pessoas em todo o Estado. Pelo menos 12 mil pessoas estão desalojadas

Pelo menos seis pessoas ainda estão desaparecidas em cidades paranaenses em decorrência das chuvas que atingiram os Estados nos últimos dias. Segundo o último boletim divulgado pela Defesa Civil do Estado, quatro pessoas estão desaparecidas em Guarapuava, uma em Rebouças e outra em São João do Ivaí. Nove pessoas morreram no Estado.

Ontem:

Sobe para mais de 7 mil o número de desalojados por causa das chuvas no Paraná

Temporais deixam mais de 16 mil desalojados em Santa Catarina

Ponte do rio Ivaí afetada pelas enchentes dos últimos dias no Paraná. Foto: DivugaçãoVaca foi encontrada nesta segunda-feira (09), após nível diminuir o nível das águas. Foto: Lindomar Pereira/ Portal QuedasVaca foi encontrada nesta segunda-feira (09), após nível diminuir o nível das águas. Foto: Lindomar Pereira/ Portal QuedasVaca foi encontrada nesta segunda-feira (09), após nível diminuir o nível das águas. Foto: Lindomar Pereira/ Portal QuedasTemporais deixaram pelo menos nove mortos no Paraná. Foto: DivulgaçãoPor causa das chuvas, abastecimento foi afetado em diversas regiões do Paraná. Foto: DivulgaçãoAlagamento em Guarapuava, uma das cidade que decretaram estado de emergência no Paraná. Foto: DivulgaçãoEnxurradas deixaram milhares de desabrigados no Estado do Paraná. Foto: Divulgação

Segundo a Defesa Civil, 79 municípios estão em situação de emergência por causa das chuvas no estado. Do total, 77 tiveram emergência decretada pelo governo estadual e dois pela prefeitura. Esses números ainda podem aumentar, porque, com o escoamento, as águas começam a invadir propriedades e regiões ribeirinhas.

As fortes chuvas afetaram 422.435 pessoas em todo o Estado. As enxurradas e alagamentos deixaram 12.957 pessoas desalojadas, 3.805 desabrigadas e 3.431 estão em abrigos. Mais de 6,4 mil residências foram danificadas ou destruídas.

Nesta segunda-feira, os conselheiros da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná reuniram-se para discutir e definir as ações que cada órgão do governo estadual e de outras entidades para o imediato atendimento à população atingidas pelas chuvas.

De acordo com nota divulgada pela Defesa Civil, os municípios estão sendo atendidos pelo governo do Estado desde as primeiras ocorrências, com serviços básicos emergenciais, como atendimento sanitário, de saúde, segurança e resgate. A população desabrigada está sendo encaminhada para abrigos em espaços públicos.

Enquanto as chuvas não cessam, toda a estrutura do Executivo estadual está mobilizada para a campanha de doação de donativos. A Secretaria da Família e Ação Social é a responsável pela distribuição do material e dos alimentos arrecadados, em conjunto com a Provopar Estadual.

Também de acordo com informações do portal do órgão, a situação ficará mais tranquila nos próximos dois dias, período em que há previsão de chuviscos e nebulosidade variável nas regiões de Curitiba, litoral, centro-sul e no norte do estado e chuva passageira na região oeste. O sol aparece na quarta e na quinta-feira, mas deve voltar a chover no fim de semana.

Segundo o Instituto Simepar, responsável pelas previsões meteorológicas, entre os dias 6 e 8 deste mês, o volume de chuvas na região centro- sul atingiu quase 400 milímetros (mm), cerca de três vezes mais que a média histórica de todo o mês de junho.

Leia tudo sobre: paranáchuvasdesaparecidosalagamentos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas