Polícia Civil do Paraná anuncia greve a partir de domingo

Os policiais paranaenses rejeitaram a proposta do governo de aumento salarial de 26% e já fazem operação-padrão

Agência Brasil |

Os policiais civis do Paraná iniciaram nesta quinta-feira (16) uma operação-padrão e prometem greve a partir de domingo. Os policiais paranaenses rejeitaram a proposta do governo de aumento salarial de 26% (20% mais reposição da inflação). O salário de um agente de operações policiais, passaria dos atuais R$ 2.733,72 para R$ 3.013,93, mas os policiais reivindicam R$ 5.700,00.

Segundo o presidente do Sindicato das Classes de Policiais Civis do Paraná, André Luiz Gutierrez, a tabela de reajuste apresentada pelo governo vai de R$ 3.406,00 a R$ 6.402,00 para policiais de nível superior, já para a Polícia Científica, por exemplo, a tabela traz salários entre R$ 6.300,00 e R$ 12.200,00. Ele questiona a diferença, argumentando que o perito só comparece ao local após a ocorrência.

Mais paralisação:  PMs do DF entram em estado de greve e iniciam operação-padrão

Os policiais já estão em operação-padrão, em que só executam funções previstas por lei. O sindicalista disse que, durante a paralisação, manterá os 30% do efetivo trabalhando como determina a lei e em casos de crime contra a vida, o atendimento não será afetado para não prejudicar a população. O governo argumenta que os reajustes apresentados estão no limite e que há escalonamentos salariais previstos até 2014.

Bahia: Assembleia decreta o fim da greve da Polícia Militar

De acordo com a assessoria do governo, o Paraná passará a pagar para policiais civis uma remuneração melhor que a do estado de São Paulo. Na polícia paulista, um investigador de terceira classe recebe R$ 2.757,30. Na polícia paranaense, um agente no mesmo estágio, receberá um subsídio de R$ 4.209,15 a partir de maio deste ano e 5.562,81, em 2014.

    Leia tudo sobre: greve polícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG