Pplícia Federal prende 8 por fraude em transferência de carros no Paraná

A Polícia Federal de Cascavel, no Paraná, prendeu, nesta quinta-feira, oito pessoas durante a Operação Clone, destinada a desarticular uma quadrilha especializada em realizar a transferência fraudulenta de veículos, possivelmente roubados ou furtados, a fim de registrá-los em nomes de laranjas e dissimular os verdadeiros proprietários.

Agência Estado |

De acordo com o setor de comunicação da PF de Cascavel, além dos oito mandados de prisão já cumpridos, foram efetuados 18 mandados de busca e apreensão. Durante as buscas, foram apreendidas 13 carretas, 13 mil reais, documentos pessoais e de veículos, carimbos utilizados para a falsificação e selos do DETRAN falsificados.    

Conforme a PF, a quadrilha atuava na região oeste do Paraná, especialmente na cidade de Marechal Cândido Rondon, que fica próxima à divisa com o Paraguai, e possuía ramificações nas cidades de Toledo, Mercedes, Quatro Pontes, Cascavel e Pato Bragado. Segundo a polícia, a quadrilha contava com a participação de servidores da Ciretran de Marechal Cândido Rondon, que recebiam para realizar a confecção dos documentos falsos.

A PF informou ainda que as investigações foram iniciadas há cerca de um ano e possibilitaram a identificação de uma quadrilha, composta por despachantes e servidores públicos, cujo objetivo era a transferência fraudulenta de veículos. Após a transferência irregular, os veículos eram utilizados especialmente para o transporte de mercadorias sem comprovação de origem, como cigarros.

Pelo menos 80 policiais participaram da ação. A PF de Cascavel advertiu, no entanto, que a ação de hoje não guarda qualquer relação com fatos recentes envolvendo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) nos Estados de São Paulo e do Rio Grande do Sul e não foi apurado qualquer indício de envolvimento do Detran do Paraná nas fraudes.

    Leia tudo sobre: pf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG