Poucos aprendem na melhor região de SP, revelam dados

Mesmo estudando na região mais bem avaliada da cidade de São Paulo e tendo melhorado o desempenho de um ano para outro, a maioria dos alunos de escolas estaduais de bairros como Vila Mariana, Morumbi e Lapa não domina o conteúdo da série em que está.

Agência Estado |

O jornal O Estado de S. Paulo tabulou os dados do desempenho em português e matemática dessa região, melhor colocada no Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo (Idesp) na capital, e o resultado mostra que mesmo melhorando as notas de 2007 para 2008, só uma minoria chega hoje a níveis considerados adequados de aprendizagem.

Isso quer dizer que muitos da 4ª série não conseguem transformar metros em centímetros. No 3º ano do ensino médio, eles não resolvem equação de segundo grau. Os piores resultados, tanto no ensino fundamental quanto no médio, aparecem em matemática. Todas as escolas da região centro-oeste têm mais da metade dos alunos da 8ª série e do 3º ano do ensino médio sabendo menos do que deveriam, ou seja, estão nos níveis básico e abaixo do básico. Neste último, eles não conseguem, por exemplo, fazer conta que envolva multiplicação e adição.

Em 2007, 40% dos alunos da 4ª série tinham conhecimentos abaixo do básico. Em 2008, o índice melhorou: 30% nesse nível. É preciso levar em conta que as mudanças na educação são de médio e longo prazo, pondera a educadora Silvia Colello, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP). As ações adotadas nos últimos tempos terão reflexos apenas nos próximos anos. O que estamos vendo ainda é resultado de anos de problemas acumulados, explica. Para a educadora, os resultados dos próximos anos tendem a melhorar, com a formação de novas turmas.

Leia mais sobre ensino

    Leia tudo sobre: ensino

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG